Nem sempre a tranquilidade e serenidade, que transparece nesta foto, predomina em mim.

Na verdade devo confessar que se não fosse esta capacidade maravilhosa que temos de experimentar todo um espectro de emoções altamente diversificado, muito provavelmente, hoje não faria, não teria e (principalmente) não seria o que sou!

👇👇👇

Há um ano estava ansiosa por ir facilitar aquele que era o primeiro retiro de um ciclo de quatro retiros, do projeto Retiros das Estações.

Lembro-me que na altura sentia que algo tinha que surgir de novo na minha vida profissional. Era como se sentisse que faltava algo para além do que já fazia, mas eu não sabia exatamente o quê.

Então, pedi com muita FÉ ao universo que me revelasse o caminho a seguir.

🙏🙏🙏

Mas, sem me aperceber, a resposta já tinha vindo a mim! Mesmo antes de eu a pedir, ela já tinha vindo a mim. Contudo, eu ainda que inconscientemente, não a quis ver. Não estava preparada para a ver. Ou não era ainda tempo de a aceitar e integrar.

[Isto acontece-me com alguma frequência! Também acontece contigo?!] 🤔🤔🤔

Na verdade, a resposta já tinha vindo a mim através de uma mensagem de alguém que seguia o meu trabalho já há algum tempo e tinha um convite para me fazer. Nunca lhe disse que não, mas deixei a mensagem para combinarmos nos encontrar e receber o tal convite, muito tempo sem resposta.

Um dia, passado mais ou menos um mês, lembrei-me que não tinha dado resposta a esta mensagem. Ups! 😬 shame on me 🤦‍♀

Mas, pasma-te… 😮 Não foi preciso sequer eu procurar a mensagem para responder. Nesse mesmo dia, uma nova mensagem da mesma, pessoa a reforçar o pedido de encontro chegou.

Foi claro para mim nesse momento, que fosse o que fosse que viesse dali, seria algo importante.

Então, combinamos, conversamos e heis que aquilo que tanto procurava de novo surgiu. 🤩🤩🤩 Veio até mim o convite de organizar e facilitar um retiro.

Yeeeeh! But…Eu nunca o tinha feito antes!!

Vibrei por dentro tanto de entusiasmo, como de medo! Mas, pedi desculpa por não ter querido escutar durante tanto tempo a mensagem; por ter de alguma forma rejeitado a informação que veio até mim, só porque não era isso que eu esperava; por ter sido ingrata e continuado a pedir insistentemente como se os meus pedidos nunca fosse atendidos.

Ao mesmo tempo agradeci imenso. Senti-me abençoada, protegida e próspera. Realmente nada acontece por acaso. Ninguém vem a nós por puro acaso. Nada nos falta só porque sim!

🙌🙌🙌

Nessa mesma noite, na fase entre o adormecer e o sono profundo, que é sempre uma das fases mais criativas do meu dia, senti uma conexão ainda maior do que o normal com a Natureza, com os seus ciclos, com a sua organização e sua forma de se expressar.

Tinha que haver uma ligação entre o convite que recebi e esta energia tão forte!

Não foi preciso pensar muito no assunto. Tal como me surgem facilmente ideias extraordinariamente criativas neste período, surgiu um pensamento muito claro: era minha missão expandir a consciência individual para o apelo que cada Estação do Ano traz consigo.

A ENERGIA DA NATUREZA É PODEROSA E NÃO EXISTE OUTONO, INVERNO, PRIMAVERA E VERÃO SÓ PORQUE SIM.

Explorar a energia própria de cada uma das Estações do Ano é um caminho para a expansão, crescimento e conhecimento interior extraordinário.

E, é isso mesmo que estou a preparar fazer pela 5ª vez no Retiro Inverno – Perdão, transformar o sofrimento em esperança

Utilizamos muitas das vezes a expressão “ver uma luz ao fundo do túnel” sem nos apercebermos que naturalmente os ciclos da Natureza nos proporcionam isto mesmo.

Depois de um período de dias curtos (no Outono), onde o Sol tem pouca oportunidade de brilhar (havia necessidade de libertar o que já não servia, por isso, não fazia sentido continuar a utilizar energia desnecessariamente) voltamos a ver a luz, ou pelo menos, a ter dias cada vez mais luminosos.

Ainda assim, no Inverno tudo parece estar meio adormecido, congelado e até mesmo sem vida. Mas, na verdade, grandes crescimentos estão a acontecer sem que nós os vejamos. Pois, as sementes lançadas à terra começam agora a enraizar. E, uma vez que o crescimento é para dentro, a terra precisa de repouso. Só assim será possível ter flores e frutos na Primavera.

🌷🍏🌻🍓

O nosso próprio Inverno pessoal serve, tal como à Natureza, para desacelerarmos, reduzirmos a velocidade do nosso ritmo diário e aprendermos a estar em nós mesmos, com toda a sombra e toda a luz que isso representa.

Vivemos num boom de informação, com mil e uma coisas a acontecer a todo o momento. Andamos numa roda viva porque para além do que já fazemos, já somos e já temos, queremos continuar a fazer, ser e ter mais. Vivemos com níveis de auto-exigência enormes e nem nos apercebemos. Criamos elevadíssimos níveis de expectativas em relação aos outros e não nos damos conta.

Mas, e depois?! Depois ficamos super surpresos quando surge o primeiro aperto de ansiedade no peito, aquele sentimento de cansando extremo que já não nos larga há mais de um mês ou aquela tristeza que parece ter chegado para ficar. 🙄🙄🙄

De facto, não podemos andar sempre a mexer na terra. Que é como quem diz, se não nos permitirmos repousar, cuidar e nutrir o que vai dentro de nós, muito provavelmente não teremos, mais tarde, os frutos desejados.

Assim, espero que neste Inverno te permitas recolher em ti mesmo, acolheres-te e perdoares quem te ofendeu. Não porque esse alguém precisa do teu perdão, mas porque tu mereces paz interior!

Retiro de Inverno – Perdão, transformar o sofrimento em esperança


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *